Atualizando

Olá amigos, depois de um longo tempo afastada, estou de volta para contar um pouco tudo que aconteceu nesses 6 meses off!

  1. Abril a agosto de 2013, cursei Ambiência em Saúde, uma proposta da Política Nacional de Humanização para formar engenheiros e arquitetos voltados para a área da saúde com atuação na rede SUS. Diga-se de passagem um curso excelente, onde as expectativas em colher os frutos são grandes.
  2. Fui cedida da secretaria da saúde para a secretaria de administração no intuito de constituir o setor ocupacional da prefeitura. Será que sai? Se depender de mim, vai ser a melhor comissão de saúde do trabalho que o mundo já viu!
  3. Por último gostaria de agradecer a Deus, pelas oportunidades, pelos trabalhos vivenciados, pelos amigos que encontrei. Obrigada Senhor e que Tu possas me dar forças e sabedoria para seguir em frente. Logo estarei postando assuntos relevantes e reflexões. Valeu!

Desabafo!

Hoje gostaria de desabafar um pouco… O que seria de nós se não fosse a família para nos apoiar? O que seria se não fosse as risadas com os amigos para alegrar nossos dias?

Bom, o mês de fevereiro começou turbulento e esperançoso, aguardando decisões sérias que o Brasil só toma após o carnaval. Será mesmo? Hoje já são dezenove e em nossa cidade: Araguaína – TO, os políticos andam devagar quase parando. Saúde e educação são o que mais prometem em campanha eleitoral e o que menos tem mudado são esses 2 setores (mudança=melhoria), e até agora a população está a mercê de condições inadequadas de trabalho, nas UBS’s além do quadro de funcionários estar menor, falta tudo para trabalhar. No maior hospital da região, acontece isso e mais um pouco, com a chuva de hoje o HRA alagou e enfermeiros e técnicos tiveram que pegar no rodo, isso mesmo no rodo! E ai? Cadê os políticos? Cadê a verba federal que entra todo mês no SUS?

Cada dia que passa torna-se inviável acreditar que irá mudar alguma coisa, mas como deixar de ter esperança?

E assim vou seguindo com a tal da esperança, de um dia ver algo de bom acontecer, ver a igualdade entre servidores públicos, ver se gestores realmente merecem o cargo que estão, ou pelo menos saberão o significado da palavra GESTÃO.

É isso ai amigos, que fique a frase: Se você quer ande, se não quer mande! 

Aproveitando para divulgar um ótimo blog: http://qualidadeonline.wordpress.com/

 

Ludibriar a segurança, poderia ser crime ou não?

O Brasil acordou triste no último domingo com a notícia da tragédia da boate de Santa Maria-RS. Mas vamos falar abertamente:

O que indigna e entristece é saber que a maioria dos empresários, diretores, gestores…simplesmente acham chato aplicar segurança. E essa chatice muitas vezes acaba em consequências trágicas como da boate no RS.

Se pararmos para pensar o quão fácil é implantar rotas de fuga, treinar pessoas, fazer um curso básico de primeiros socorros, instalar extintores, entre tantas outras maneiras que poderiam prevenir ou precaver situações de risco.

Sim, essas são as palavras-chave: prevenção, precaução. Até quando iremos ludibriar, negligenciar, ignorar situações de risco? 

Vamos lá Brasil! Reaja! Temos leis lindas, mas não temos fiscalização. Onde está o poder público que não interdita, que não barra uma obra (sem condições seguras), que não aceita gambiarras e propinas?

E enquanto o cenário nacional não muda, ficaremos a mercê da insegurança, da falta de atitude, e os acidentes continuarão acontecendo. E você o que pode fazer para mudar essa realidade? Ludibriar a segurança, poderia ser crime ou não? Deixo essas duas perguntas para os comentários.

Vale a pena assistir!

Hoje acordei adivinhando o que passaria no Jornal Hoje, o meu palpite condiz com a bela reportagem de sobreaviso. Assistam no site:

http://globotv.globo.com/rede-globo/jornal-hoje/t/edicoes/v/gastos-com-auxilio-doenca-e-aposentadoria-ultrapassam-r-4-bilhoes-em-2012/2349017/

Reflitam sobre isso!

Abraço.

E ai qual o palplite?

Qual trabalho não apresenta risco? Alguém tem algum palpite? Existe esse trabalho sem cansaço, sem stress, … Acredito que não. Você que digita, você que colhe informações na rua, você que trabalha na indústria, qualquer trabalhador tem alguma queixa a respeito do trabalho. Mas o que fazer para mudar isso? Deixar de trabalhar não é a opção correta; e sim trabalhar com amor e satisfação, fazer o que gosta. E se não está no ramo que gosta, procure outro trabalho ao invés de reclamar da vida e trabalhar de mau humor, pois isso pode prejudicar você e seu ambiente de trabalho.

Aqui vai o palpite: deixe o trabalho te fortalecer e não te adoecer!!

Abraço.

Ano novo, novas atitudes!

Como começar novas atitudes dentro do trabalho esse ano? O ano de 2012 foi marcado com 711 mil acidentes de trabalho (Fonte: MTE/RAIS, MPS); e esse ano de 2013 como será? Esse quadro é muito maior se pensarmos nas subnotificações, algo que pode ser melhorado com a ajuda de um tripé: empresa, empregado e sociedade. Você pode denunciar um acidente que não foi notificado, o seu vizinho, o seu amigo, qualquer pessoa. Mas espera aí, estou falando em acidentes e não culpabilizando ninguém, queremos um trabalho seguro e para isso devemos assegurar que ele ocorra. Todos em uma corrente única será o resultado de um índice melhor para o ano que se iniciou.

Bom dia a todos!